Intel desenvolve sucessor para o USB, Light Peak Technology

Intel desenvolve sucessor para o USB
Light Peak Technology


A Intel está a desenvolver uma tecnologia para suceder ao sistema de transferência de dados baseado em USB. O objectivo da fabricante de processadores é lançar a Light Peak já em 2011


A revelação foi feita pela Intel durante um fórum realizado em Pequim, onde a empresa defendeu as vantagens da nova tecnologia, que irá passar a integrar nos seus chipsets em detrimento da USB 3.0.

Desenvolvida em parceria com a Apple, a nova tecnologia baseia-se em fibra óptica para permitir velocidades de transferência de dados que podem chegar aos 10 Gigabits por segundo, independentemente do protocolo utilizado.

Resumo Light Peak
Light Peak é o nome de código para uma nova tecnologia de cabos ópticos de alta velocidade concebido para ligar aparelhos electrónicos entre si. Light Peak oferece banda larga a partir de 10Gb/s com a capacidade potencial de escala de 100Gb/s durante a próxima década. A 10Gb s, pode transferir um filme completo Blu-Ray, em menos de 30 segundos. A tecnologia óptica permite também conectores menores e mais longos e mais finos. Light Peak também tem a capacidade de executar múltiplos protocolos simultaneamente num único cabo, permitindo conectar dispositivos como periféricos, monitores, unidades de disco, docking stations, e muito mais.

Como funciona a tecnologia
 
Light Peak é composto por um chip controlador e um módulo óptico que serão incluídos nas plataformas que suportam esta tecnologia. O módulo óptico realiza a conversão da electricidade em luz e vice-versa, usando laser e detectores de fotos em miniatura. Intel está a planear o fornecimento do chip controlador, e a trabalhar com outros fabricantes de componentes para fornecer todos os componentes Light Peak. Espera-se que os componentes estarão prontos para o lançamento em 2010.
  • Light Peak module with four fibers each capable of carrying 10Gb of data per second.
  • Close-up of the Light Peak module.
  • Light Peak module with laser light added for illustration (actual infrared light is invisible to the eye).
  • Light Peak module close-up with laser light added for illustration (actual infrared light is invisible to the eye).

    Mais informação no sitio da Intel http://techresearch.intel.com/articles/None/1813.htm

Powered by ScribeFire.

Governo de Israel proibe a entrada de iPads no seu território


Importações do iPad para Israel em risco
Tablet

O governo de Israel está a proibir a entrada de iPads em território israelita e poderá mesmo impedir a importação do dispositivo. Em causa está o facto de o sinal de WiFi do tablet ser demasiado forte

A proibição da entrada do iPad em Israel já entrou em vigor e segundo avança a Associated Press, só esta semana foram confiscados pelas autoridades alfandegárias cerca de uma dezena de tablets iPad.

A medida foi imposta pelo Ministério das Comunicações israelita, que alega que o tablet consome demasiado as redes sem fios do país e poderá influenciar o funcionamento de outros aparelhos electrónicos.

O problema está no facto de os standards de WiFi norte-americanos serem diferentes dos de Israel, permitindo a transmissão de um sinal mais forte por parte de gadgets como o iPad.

O governo israelita teme que este sinal mais forte possa interferir com outros aparelhos utilizados pelos utilizadores de Israel.

Powered by ScribeFire.

Apple’s iPad hits store shelves


Apple’s iPad hits store shelves

Apple Inc’s iPad  hits store shelves on Saturday after months of intense buzz, giving shoppers their first chance to decide whether the tablet device is worth all the breathless publicity.
Technology | Media

At Apple’s flagship store on Fifth Avenue in New York City, cheers went up as shoppers finally entered the store at 9 a.m. ET, emerging a few minutes later carrying the first iPads, a device touted as a bridge between a laptop and smartphone.

Ler mais deste artigo

iPad já vendeu 120 mil unidades, Apple já lucrou 55 milhões de euros

Apple: reservas do iPad já chegaram às 120 mil
Media e Comunicações

A três semanas da entrada oficial no mercado, a Apple já lucrou 55 milhões de euros com o novo aparelho

Ainda sem ter entrado oficialmente no mercado, a Apple já vendeu 120 mil unidades do novo iPad. Como? Nas primeiras 24 horas em que a empresa começou a aceitar reservas, os pedidos não esgotaram o dispositivo, mas revelaram a euforia dos consumidores, revela um estudo da empresa Investor Village, conhecido esta segunda-feira.

São vários os modelos de iPad na competição. Os pedidos da versão mais económica, de 16 GB, e da mais cara, de 64 GB, superaram o modelo de capacidade intermédia (32 GB). O primeiro iPad a posar nas prateleiras das lojas é o mais económico, o Wi-Fi, sem conexão 3G.

«A Apple já conseguiu alcançar lucros de 55 milhões de euros (75 milhões de dólares) de um produto em que 99,9% dos clientes ainda não tocou ou sequer viu.
Agência financeira

Powered by ScribeFire.

Steve Jobs (Apple) eleito Personalidade do Ano em Barcelona

Steve Jobs (Apple) eleito Personalidade do Ano em Barcelona

O criador do iPhone foi eleito a Personalidade do Ano, o único prémio atribuído pela imprensa especializada

Mesmo ausente do Mobile World Congress de Barcelona, Steve Jobs foi o escolhido como a Personalidade do Ano na indústria dos telemóveis. Tanto Steve Jobs como a Apple foram os grandes ausentes deste Congresso, considerada a maior feira do sector de telemóveis a nível mundial.

O criador pode estar ausente, mas o seu produto, o famoso iPhone, circula por todo o evento, de mão em mão nos corredores, ou colados aos ouvidos de muitos conferencistas e expositores.

» Steve Jobs eleito Personalidade do Ano – dn – DN

Powered by ScribeFire.

Ninguém sabe o que vai ser o iPad


Ninguém sabe o que vai ser o iPad

  A nova invenção da Apple terá de ganhar espaço entre os computadores e os smartphones. Mas, mesmo que seja um fracasso de vendas, o iPad pode já ter dado um grande passo para revolucionar os computadores.
Com a profusão de cobertura mediática que tipicamente envolve os produtos da Apple, a maioria das pessoas já sabe que o iPad é um computador sem teclado e sem rato, com um ecrã multitoque, desenhado sobretudo para consumo de informação e entretenimento.

É a primeira incursão séria da Apple no mundo dos tablet PC (computadores sem teclado e sensíveis ao toque, que várias empresas têm tentado comercializar, mas com pouco sucesso). É uma espécie de iPhone em ponto grande, sem a funcionalidade de telemóvel e sem câmara. O que ninguém parece saber é aquilo que o iPad vai ser a partir do momento em que estiver à venda, no fim de Março.

O tablet da Apple custa nos EUA entre 499 e 829 dólares (os preços, que
variam consoante a capacidade de armazenamento e a integração de
ligação 3G, ainda não foram convertidos para o mercado europeu). […]

Ler mais… »Ninguém sabe o que vai ser o iPad – Tecnologia – PUBLICO.PT

Powered by ScribeFire.

Apple lança o revolucionário iPad totalmente táctil, anunciado por Steve Jobs

Apple lança o revolucionário iPad

O tão aguardado computador table, totalmente táctil, foi anunciado por Steve Jobs. A versão mais barata custará 499 dólares

Apple lança iPad táctil

Apple lança iPad táctil

Steve Jobs, CEO da Apple, lançou há poucos instantes o iPad, um revolucionário computador, de ecrã totalmente táctil e sem qualquer teclado. É uma espécie de iPhone gigante, com as capacidades técnicas de um computador portátil.

Confirmando os rumores dos últimos dias, trata-se de um aparelho mais leve e mais portátil do que a concorrência de netbooks e que também vai tentar tirar mercado ao iKindle, que é um leitor de livros electrónicos.

O iPad tem tudo o que um iPhone tem, inclusivamente mapas, ligação directa ao iTunes, leitura de páginas de Internet de forma horizontal e vertical, sendo que o seu teclado é táctil, directamente no ecrã. Mas não faz chamadas, é um computador.

As suas dimensões são impressionantes: 1.27 centímetros de espessura, 680 gramas de peso e um ecrã de 9,7 polegadas.

O processador A4, da Apple, tem 1Ghz e virá em opções de 16, 32 e 64 GB. Virá com acelerómetro, bussula, colunas, entrada para microfone, wireless e bluetooth. A bateria terá dez horas de autonomia

Os primeiros vão estar à venda daqui a dois meses com os seguintes preços: 16 GB por 499 dólares, 32 GB por 599 dólares e 64 GB por 699 dólares. Também haverá versões com placas 3G integradas, mas custarão mais 130 dólares cada.

Normalmente, os produtos da Apple não fazem cambio, pelo que o mais certo é que na Europa o iPad mais barato custe 499 euros.

Tal como um iPhone, vai poder ter aplicações (inclusivamente jogos) e terá uma loja especial para compra de livros (concorrência directa à Amazon), denominada iBookstore.

Fonte: tvi24  27-01-2010
%d bloggers like this: