Domínios co.cc foram banidos das buscas do Google

Google | Domínios co.cc

Domínios co.cc foram banidos das buscas do Google

Numa tentativa de reduzir o número de sites de malware e de spam que aparecem nas pesquisas do Google a empresas resolveu remover mais de 11 milhões de domínios com a terminação “co.cc” do seu sistema de indexação e pesquisa.

Ao contrário de domínios como o com.br, co.uk ou com.pt, os domínios co.cc não foram autorizados pelo ICANN, entidade responsável pela gestão de domínios, e pertencem a uma empresa coreana que permite o registo gratuito de dois domínios a cada users. Esta decisão foi tomada devido aos domínios co.cc serem normalmente usados para distribuir malware e spam pela web.

Se tem um domínio com esta terminação (www.MeuSite.co.cc), já sabe agora o que fazer, adquirir um domínio pago e proceder à sua alteração.

Anúncios

Google+ é a rede social com o crescimento mais rápido de sempre, alem do acesso ser por convite

Google+ | redes social

Google+ é a rede social com o crescimento mais rápido de sempre, atingindo os 25 milhões de utilizadores em menos de um mês

O Google+ ou Google plus foi lançado a 28 de Junho e, apesar de ter acesso condicionado a
convite conseguiu atingir os 25 milhões de utilizadores a 24 de Julho.

O Facebook, a maior rede social do mundo, demorou mais de três anos para chegar aos 25 milhões de utilizadores. O Google+ conseguiu atingir a mesma marca em menos de um mês. O que o torna na rede social com o crescimento mais rápido da história da Internet, segundo um relatório da comScore.

O MySpace, fundado em 2003, demorou 22 meses a alcançar os 25 milhões de
registos. No caso do Twitter (n. 2006) foram necessários 33 meses. O
Facebook, 37. No entanto, é a rede social arquitectada por Mark
Zuckerberg que lidera o mercado, com mais de 750 milhões de utilizadores
actualmente, e ainda é cedo para dizer se o Google+ vai afectar esta
hegemonia.

Ler mais… PUBLICO.PT

Google lança nova rede social a Google+

Google+ | Rede social

A Google criou uma nova rede social a Google Plus ou Google+

.

.

Segundo informa a Google, de momento esta é uma rede em fase de testes e apenas acessível por convite. Pode ler-se no site onde é possível fazer uma pré-inscrição, o seguinte texto:

O Google+ encontra-se em Fase Experimental
Actualmente, estamos a efetuar testes com um pequeno número de pessoas, mas em breve o Projeto Google+ estará disponível para todos. Deixe-nos o seu endereço de e-mail e certificar-nos-emos de que será o primeiro a saber quando estivermos preparados para convidar mais pessoas.

.

.

.

google+

• Pormenores sobre o projecto: https://www.google.com/intl/pt-PT/+/learnmore/index.html#circles
 
• Saber mais ou inscreva-se no projecto, ler mais…
https://plus.google.com/up/start/?sw=1&type=st&hl=pt-PT
 
• ou inscreva-se aqui »» https://spreadsheets.google.com/spreadsheet/viewform?formkey=dEFieFBwR3V6bmNXQVItTExPTHVyV3c6MQ
 
 

Google alterou algoritmo de pesquisa para valorizar sites de alta-qualidade

Google | Search

Google alterou algoritmo de pesquisa para valorizar sites de alta-qualidade. A mudança agora anunciada começa nos Estados Unidos e depois alarga-se ao resto do mundo.

A Google anunciou ontem que alterou o seu algoritmo de pesquisa do motor de busca da Internet para dar prioridade aos sites de maior qualidade colocando mais para baixo as páginas de fraca qualidade.

Esta alteração, segundo a empresa, vai fazer-se notar em 11,8 por cento das pesquisas, ou seja em cerca de um em cada oito visitas.
Ler mais deste artigo

Facebook detém 41% do tráfego das mídias sociais nos EUA


Facebook detém 41% do tráfego das mídias sociais nos EUA

MySpace, Gmail e Twitter seguem atrás, segundo dados de Março da comScore. Google segue na liderança entre os sites de busca com 65,1%.

O Facebook foi responsável por 41% de todo o volume de tráfego entre as mídias sociais nos EUA registado em Março, de acordo com dados da “comScore” revelados pelo “Mashable”.


Atrás da rede social número um do mundo ficaram o MySpace, com cerca de 24%, o Gmail (15%) e o Twitter (8%).

Há um ano, a posição era inversa, com o MySpace a ocupar a liderança com 38%, sendo seguido pelo Facebook, com 33%, quando comparado o mesmo período de 2009.


Já quando o assunto é busca na internet, o Google segue na liderança, com 65,1% de todas as cerca de 15,4 biliões de pesquisas feitas em Março pelos norte-americanos. Em segundo lugar ficou o Yahoo! (16,9%), seguido pela Microsoft (11,7%), Ask Network (3,8%) e AOL (2,5%).

Ao considerar as buscas feitas em sites “não especializados”, o Facebook surpreendeu ao totalizar 647 milhões de buscas, o que representou um crescimento significativo em Março de 48% em relação ao mês anterior.

G1

, , , , , , ,

Powered by ScribeFire.

Google’s Plan to Turn Its Back on China Has Risks

Google’s Plan to Turn Its Back on China Has Risks

SAN FRANCISCO — Google’s move to close its Internet search service in mainland China is a powerful rejection of Beijing’s censorship but also a risky ploy in which Google, a global technology powerhouse, will essentially turn its back on the world’s largest Internet market, with nearly 400 million users.

Little more than two months after threatening to leave the mainland because of censorship and intrusions from hackers, Google closed its Internet search service there Monday. As Google began redirecting tens of millions of mainland Chinese users early Tuesday to its Hong Kong Web site, google.com.hk, parts of the company’s remaining mainland operations quickly came under pressure from Google’s Chinese partners and from the government itself.

Xinhua, the state-controlled news agency quoted an unidentified official with the State Council Information Office on Tuesday who described the move by Google as “totally wrong.”

“Google has violated its written promise it made when entering the Chinese market by stopping filtering its searching service and blaming China in insinuation for alleged hacker attacks,” the official said.

Google’s move to redirect users to Hong Kong, where its operations are uncensored, allowed it to keep its pledge to end censorship while still having a chance to hold on to a share of China’s fast-growing internet search market. […More…]

Ler mais deste artigo

Google deixa de bloquear conteúdos em motor de busca chinês

Google deixa de bloquear conteúdos em motor de busca chinês

A Google anunciou uma solução de compromisso após dois meses e meio de conflito com o governo chinês ao redireccionar os visitantes do seu site chinês para o site de Hong Kong.

A Google anunciou, esta segunda-feira, que que deixou de bloquear conteúdos no seu motor de busca chinês e que vai passar a redireccionar os internautas que visitem o seu site para o site baseado em Hong Kong.

No blog oficial da Google, o director do departamento jurídico da empresa explicou que no site [google.com.hk] «são disponibilizados resultados de pesquisa não censurados em chinês simplificado, especialmente concebidos para os utilizadores no continente chinês».

Depois de dois meses e meio de conflito com as autoridades chinês, a empresa anunciou ainda que mantém na China os departamentos comercial e de engenharia, assegurando uma presença tecnológica no mercado chinês.
»»…TSF

Powered by ScribeFire.

Blogger da Google dá mais poder ao utilizador na criação do seu “template”

Google dá mais poder ao utilizador na criação de blogues
Media e Tecnologia
Blogger permite criar e desenhar «template» de raiz. A ideia é que o utilizador possa ter um blogue único

Com uma comunidade de mais de 300 milhões de leitores activos, o blogger do Google conta, a partir desta terça-feira,
com uma nova funcionalidade, o template designer. A ideia é dar ao utilizador a hipótese de criar um blogue único,
informa a empresa em comunicado.

Os 15 mais recentes sistemas de apresentação de arquivos vão contar com mais alguns templates. Para já, os blogues podem ter de uma a três colunas e a Google já disponibilizou uma base de dados com «centenas de imagens profissionais».

A personalização chega também às cores e fontes. Para completar o leque de possibilidades a nova ferramenta possui uma ligação ao iStockphoto, de modo a que os utilizadores possam descarregar fotografias de «alta qualidade».

http://blogger.com/templates
| The Blogger Template Designer allows you to create effectively infinite number of designs templates instead of being restricted to a limited number of rigid designs by making it easy to customize your blogs design, layout, background and much more.

http://www.youtube.com/watch?v=r6haqZoivBQ

Powered by ScribeFire.

Google lançou nova versão beta do navegador Chrome

Google lançou nova versão beta do navegador Chrome
A nova versão disponibiliza funcionalidades que permitem, controlos de privacidade adicionais.

“Além do modo incógnito já disponível no Chrome – uma forma de navegar sem deixar vestígios de Web sites e itens transferidos para o computador – os utilizadores passam, a partir de agora, a poder gerir as configurações de privacidade numa nova secção (configurações de conteúdos) na caixa de opções de privacidade Chrome”, detalha a empresa, em comunicado.

“Nesta versão Beta, os utilizadores podem controlar cookies, imagens, JavaScript, plug-ins, e pop-ups do navegador numa base de Web site por Web site. Um utilizador pode, por exemplo, definir regras de cookies que apenas os autorizam em Web sites da confiança do utilizador e bloqueiam cookies em Web sites nos quais não confiem”, acrescenta a Google.

A caixa de opções do Google Chrome disponibiliza também uma ligação para o gestor das configurações Adobe Flash Player, no qual os utilizadores poderão visualizar e controlar o que o Adobe Flash guarda no computador.

Foi também adicionado um tradutor multilinguístico instantâneo de páginas de Internet sem necessidade de qualquer extensão de navegador ou plug-ins.
»…Jornal de Negócios Online

Powered by ScribeFire.

Google teve sucesso porque simplesmente “acertou à primeira”, diz CEO da Microsoft Steve Ballmer

Google teve sucesso porque simplesmente “acertou à primeira”, diz CEO da Microsoft Steve Ballmer

Internet

Perante o sucesso da Google, uma das mais poderosas empresas do mundo, legiões de peritos tentam dissecar qual é o segredo do seu sucesso. Será o facto de os seus engenheiros terem 20 por cento do seu tempo para trabalharem em projectos pessoais? Será a poderosa máquina que cultiva o bom ambiente de trabalho? O CEO da rival Microsoft, Steve Ballmer, é mais pragmático na resposta: a Google transformou-se no gigante que é hoje porque simplesmente criou um bom produto à primeira, antes dos outros.

“A Google beneficia do facto de ter acertado à primeira”, estimou
Ballmer, admitindo que a sua empresa acabou por se atrasar na produção
de uma tecnologia de buscas madura e prática, apesar de ter lançado o
MSN Search no “longínquo” ano de 1998.

»…PUBLICO

Powered by ScribeFire.

Microsoft inclui “browser” alternativo no Windows

Microsoft inclui “browser” alternativo no Windows

A Microsoft anunciou, que a parir de 1 de Março, os utilizadores do Windows vão ter a possibilidade de escolher outro browser que não seja a Internet Explorer.

Esta alternativa surge do acordo entre a Microsoft e a Comissão Europeia para a Concorrência, assinado em Dezembro de 2009.

O “update” vem incluído com o software do Windows XP, Windows Vista e Windows 7, a última versão lançada pela Microsoft, sendo que os browsers alternativos vão ser, o Google Chrome, Firefox, Safari e Opera.

“Os utilizadores vão poder escolher outro browser, além daquele que já têm”, referiu Dave Heiner, vice-presidente da Microsoft no seu blog, segundo escreve a BBC.

As novas versões do Windows já estão a ser testadas no Reino Unido, Bélgica e França.

» Jornal de Negócios Online

Powered by ScribeFire.

Ataques à Google saíram de escolas informáticas chinesas

Ataques à Google saíram de escolas informáticas chinesas

Universidade de Shanghai e um centro que forma especialistas do exército sob suspeita

Os ataques que afectaram os serviços da Google saíram de uma universidade chinesa e de uma escola que, entre outras coisas, forma informáticos para o Exército chinês, de acordo com o El País.

Os ataques cibernéticos afectaram uma dezena de empresas e contas de activistas dos direitos humanos e tinham como objectivo roubar segredos comerciais e obter endereços de internet de activistas chineses dos Direitos Humanos.

Os locais sob suspeita são a universidade de Jiaotong, reconhecida pelos programas sobre ciências informáticas, e a escola Lanxiang, onde são treinados os peritos informáticos para o exército chinês. A rede desta escola é servida por uma empresa com fortes ligações ao motor de busca Baidu, líder na China e grande rival da Google.

» IOL Diário – Ataques à Google saíram de escolas informáticas chinesas

Powered by ScribeFire.

Youtube já tem cinco anos

Youtube já tem cinco anos

O Youtube, site de partilha de ficheiros vídeo, comemora hoje o quinto aniversário. Esta rede social foi criada por Chad Hurle, Steve Chen e Jawed Karim.

O sucesso do portal, que tinha como objectivo principal permitir a partilha de vídeos de viagens entre os três fundadores, foi tal que em 2007 foi adquirido pela Google.

O Youtube tem vindo a evoluir, estando actualmente a testar a integração com o Facebook e o Twitter. Esta aplicação irá permitir que os cibernautas recebam nas redes sociais informações sobre os vídeos que os amigos seleccionaram.
» Sol

Powered by ScribeFire.

Internet: Google altera definições de privacidade do Buzz depois de críticas

Internet: Google altera definições de privacidade do Buzz depois das críticas dos utilizadores

Nova Iorque, 15 fev (Lusa) – Depois das várias críticas ao novo serviço da Google, a rede social Buzz, a empresa norte-americana alterou a sua política de privacidade para responder às preocupações levantadas, segundo refere o portal da CNN.

O Google Buzz, lançado terça feira, está completamente integrado no correio eletrónico Gmail e inclui uma funcionalidade que permite que os contactos de cada utilizador sigam e sejam seguidos automaticamente.

No entanto, os utilizadores não gostaram do facto de os seus contactos terem ficado públicos antes mesmo de terem criado um perfil no Buzz.

» Internet: Google altera definições de privacidade do Buzz depois das críticas dos utilizadores – JN

Powered by ScribeFire.

Google Buzz (gmail), mas o que é isso afinal?


Todo mundo que abriu seu Gmail recebeu uma mensagem sobre o Google Buzz,  mas o que é esse negócio que entrou de penetra na minha e na sua caixa de e-mail?

Explicando de forma curta, Google Buzz, que foi anunciado na terça-feira, 09, é uma mistura de algumas características do Twitter e outras do Facebook, para que você possa se sociabilizar também na sua caixa de mensagens. Você pode compartilhar imagens e actualizar seu status para sua lista de contactos do Gmail, e eles podem fazer o mesmo com você.

Numa explicação mais elaborada, o Buzz é uma tentativa de juntar todos os serviços Google e misturar com mecanismos de sites de relacionamento social. Esse faz-tudo pretende agradar tanto aqueles que curtem a simplicidade dos 140 caracteres do Twitter quanto aos que preferem as complexas conexões sociais oferecidas pelo Facebook e Orkut.

Buzz funcionará também como o “playground” do Google que integrará os serviços relacionados com outros serviços, como o Google Voice e Google Wave.

Ler mais deste artigo

%d bloggers like this: